quinta-feira, 7 de junho de 2007

Premonições

- - - de Tereza, para o na Vitrine.


Título Original: Premonition

Gênero: Suspense
Tempo de Duração: 110 minutos
Site Oficial: www.sonypictures.com/movies/premonition
Direção: Mennan Yapo

Sinopse: Uma dona de casa é avisada que seu marido morreu em um acidente de carro. Porém no dia seguinte ela acorda e tudo está normal em sua vida, assim como seu marido está vivo. Com Sandra Bullock.





Filme de suspense com elemento sobrenatural em que você questiona a sanidade da protagonista. Já viu essa história antes? Eu também.

Premonições é daqueles filmes que tenta ser bom por ser confuso e acaba sendo só confuso. O que no ínicio seria um suspense (sem susto nenhum) lá pela metade do filme se torna um romance açucarado sobre a possibilidade de segundas chances.

A história é a seguinte Linda, mãe de duas filhas, com um casamento de não sei quantos anos que está começando a ficar chato, descobre que seu marido morreu de um acidente de carro no dia anterior. Até aí tudo bem, é delicioso ver Sandra Bullock no papel de mãe, e alguns ângulos de câmera te fazem até acreditar que algo emocionante vai acontecer.

Teoricamente acontece, afinal Linda acorda no outro dia somente pra descobrir que o marido tá vivinho da silva. E aí o "mistério" começa. Você vai ver Linda acordar pelo menos mais sete vezes, cada dia numa ordem diferente e vai tentar montar com ela o nada sutil quebra-cabeça que cerca a morte do moço.

Quer dizer, demora pelo menos umas quatro acordadas pra ela pensar na ideia de um calendário e quando ela vai em um padre pedir orientação você já quer jogar as mãos pro alto em frustração.

A história é meio burra, mas pra ser justa eu até acho que a Sandra está bem. Quando Linda se pergunta se talvez a morte fosse destinada a ocorrer e que ela não devia fazer nada sobre, o filme parece que vai mostrar alguma inovação.

Você "descobre" que o amor sempre salva, não importando as circunstâncias e que talvez o destino seja possivel de ser tapeado.

Enfim, no clímax do filme eu ouvi mais que um grito de "Seu idiota" no cinema e juro que não fui eu falando comigo mesma.

Se você não tiver absolutamente mais nada pra fazer assista, e depois venha me dizer o que achou.

2 comentários:

Rafael disse...

Já não tava com vontade de assistir.
Agora, quem sabe... Quando sair o DVD...

Pri disse...

Engraçado que de clichê o filme já tem até o nome! Risos.
Ainda não assisti, mas quem sabe...

na Vitrine.