domingo, 17 de junho de 2007

Friday Nigth Lights

- - - de Tereza, para o na Vitrine.















Com Kyle Chandler e Conni Britton



Finalmente chega ao Brasil a muito bem falada série norte-americana sobre... futebol americano. Calma volta aqui, não é o que você está pensando. Não é preciso entender as regras do jogo ou pra que diabos um quaterback serve. A história é sim sobre futebol, mas poderia muito bem ser sobre uma sociedade pesqueira ou agrícola.
A proposta do seriado é mostrar o que acontece quando uma cidade se orienta ao redor de apenas um evento, nesse caso a temporada de futebol colegial.
O primeiro episódio trata do técnico Eric Taylor, que acabou de ser promovido pra head coach, na cidadezinha de Dillon, mais texana impossível, para treinar os Panthers, que vão começar a temporada sexta-feira. Diferente da forma clássica do conto de esporte, time/jogador/animal loser e desacreditado treina e se supera tanto que se torna o melhor, os Panthers não tem nenhum problema de reputação. Eles já são os melhores, dois de seus jogadores já são estrelas e tem o futuro garantido em universidades e até em times profissionais. O problema é corresponder a expectativa, continuar no topo. E aí acontece o jogo, não tão fácil quanto fora esperado. O ataque corresponde, mas a defesa apanha. Tudo parece que vai desandar, o que só piora quando a estrelinha do time, Jason Street, bom filho, bom aluno, bom amigo, excelente jogador, se acidenta.
Cabe ao quaterback reserva, que nunca tinha feito uma jogada importante, dar vida nova ao time e levá-los, quem sabe, à vitória. Em uma palavra, intenso.
Esse é basicamente o roteiro, mas se engana quem achar que é essa a questão. O clima de pessimismo e sufocamento é reforçado pela câmera nervosa e o tom cinza. Desde do primeiro lance (hehe) tem-se a impressão de uma tragédia iminente e sabe o que mais, pode ser muito bem isso que vá acontecer. Assuntos como racismo, religiosidade e a incapacidade de fugir do sistema são abordados. Dillon é uma panela de pressão prestes a estourar. Uma série diferente, com certeza
Reserve suas sexta-feiras, você pode se surpreender.

3 comentários:

la texana disse...

ah, e passa na sony, viu...

Rafael disse...

até me deu alguma vontade de assistir. Mas a impressão que eu tenho é de que, mesmo com a minha maior boa vontade, não vai funcionar.
Traumas, you know?

Sidarta disse...

E eu cheguei aqui pelo technorati pensando se tratar de um escrito sobre futebol-futebol.

Mas gostei. Vou ver se assisto o que foi recomendado.

Saudações rioclarenses,

na Vitrine.