segunda-feira, 9 de julho de 2007

Ratatouille

- - - de Tereza, para o na Vitrine.


Ah, Paris (com sotaque francês), junto com Nova York, é aquela cidade que você ama sem nunca ter visitado. E Ratatouile só instiga essa paixão platônica. Afinal, se até um rato pode se vislumbrar porque com você seria diferente? E se vamos falar de Paris, duas coisas não podem faltar, comida e l´amour.
A Pixar é hiper genial, porque consegue fazer com que a comida que um rato prepara pareça muito apetitosa (dica, não vá ao cinema com fome), utilizando recursos visuais simples e geniais pra ilustrar cheiro e sabor pra gente que só tem o visual e auditivo. Mas não é novidade nenhuma, alguém me explica porque todo filme sobre comida é tão legal.

E como é sobre Paris, esse talvez seja o filme mais sexy de animação por computação que eu já tenha visto, afinal comida é sexy. Sério mesmo, altas insinuações, o que torna tudo muito divertido. Nada que vá traumatizar criancinhas, mas está lá.

A Pixar aprendeu que o que faz um bom filme não são só personagens engraçadinhos (esse é talvez o filme menos engraçado deles) ou uma espetacular técnica de animação (pra filmes de verdade, efeitos especiais), mas sim um bom roteiro. E isso Ratatouile tem de sobra. Se distanciando do método mais tradicional, em que os conflitos inicais vão se resolver só no último ato, o filme tem vários conflitos que vão se resolvendo ao longo da história, ao mesmo tempo em que vai criando outros. A introdução é curtissima e você é jogado na história bem rápido. Esse é um dos diferentes.

Os personagens são carismáticos e não há nenhum vilão óbvio. É ultra-realista, a única coisa mais improvável é que um rato seja tão antropomórfico, mas é uma pequena suspensão de descrédito.

É claro que tem aquelas lições de moral, amizade e família são as coisas mais importantes do mundo e tals, mas só as críticas nem tão sutis aos EUA já compensam. E tem até música francesa na trilha.

Fora os leves toques de feminismo, coisa que a Disney nem sempre consegue retratar.

Bem legal.

8 comentários:

la texana disse...

é, não consegui por o titulo de maneira alguma.

Renata disse...

eu vou ser super chata, metida e sem-noção agora:

Mas eu já fui a N.Y e nem amo a cidade...

Ainda não vi Ratatui, parece ser muito bom mesmo =]

Rafael disse...

Eu também não amo NY, mas é sem visitar mesmo, Renata-metida-chata-e-sem-noção.
x]
Paris, sim.
E eu tenho problemas com animações...

Vinny disse...

Tá, só a frase "Dos criadores de Procurando Nemo e Os Incriveis" já me convenceram =) E em se tratando dos estúdios Pixar, animação que não se pode colocar defeito...

~~
http://deculs.blogspot.com <--

la texana disse...

"eu vou ser super chata, metida e sem-noção'
mas essa parte a gente já sabia, rê.

é, vc gosta de bsb, capaiz não gostar de ny.

la texana disse...

e pro rafael, é só não pensar que é uma animação, é um puta filme de verdade, esse aí.

Pri disse...

Eu não tenho nada contra nem nada à favor de NY! Nem nunca fui lá, risos.

Quanto ao filme, nem vi, não tava botando muita fé. Mas já que você diz que é bom eu assisto e discuto com você.

Íris disse...

Nada como ver paris através dos olhoes de um ratinho carismático e simpático e que tem um paladar tão apurado que sabe até cozinhar!!!!

muito fofo o filme!!!!!

=D

na Vitrine.