domingo, 23 de setembro de 2007

Sassaricando, e o Rio Inventou a Marchinha



- - - de _Renata, para o na Vitrine.






Então... Sabem uma coisa que eu detesto? Carnaval.


Sabem outra coisa que eu detesto? O Rio de Janeiro.




Mas, por motivos que nem a ciência explica, eu gostei muito da peça que vos indico.


Trata-se de um musical brasileiro, que apresenta com muito bom gosto as músicas já abandonadas pelas festas atuais (e abomináveis, diga-se de passagem) do carnaval, as marchinhas.




Elas são o tipo de canção que você passar a gostar no momento em que escuta. Desacostumado ou não, você se empolga com o ritmo e a melodia, composta de rimas bem humoradas, cativantes e inteligentes.




Nessa peça participa um roqueiro brasileiro, já não do nosso tempo, mas que minha mãe afirmou com todas as letras que foi o uó da juventude dela. Eduardo Dusek, um coroa simpatíssimo e com muita presença de palco, lidera a apresentação de mais de duas horas.




Porém, o tempo corre contra quem ainda desejar assistir essa peça. O próximo fim-de-semana será o último e eu sugiro que vocês se apressem e estejam postados na frente do teatro da CAIXA Cultural - SBS Quadra 4, lotes 3/4 na quinta-feira 27 de setembro, às uma da tarde, se querem não só um bom lugar, mas um lugar mesmo, porque digamos... está bombando!














Agora eu sei porque Carnaval tem tanta tradição. É porque já foi muito bom!

4 comentários:

la texana disse...

é, eu tbm não sou lá muito fã de carnaval, mas amo marchinhas, principalmente as da carmem miranda. minha mãe viu esse show, inclusive no rio, e amou. diz que no rio pelo menos ia um bando de senhoras hiper empolgadas que sabiam todas as letras de cor. fiquei com vontade.

Rafael disse...

Isso aê Renata! Pra Leila parar de reclamar que a gente não fala de teatro.
o/ -bate aqui.

Renata disse...

\o



^^

Marcio Silva Vianna disse...

O tempo passa, e ninguém vê...
Ou melhor, se vê quando alguém diz que o Dusek é de outra geração, que é um desconhecido. Concordo, até, pois ele não se mantém atualizado, mas trata-se de uma das figuras mais versáteis, densas e completas na mpb, no último meio século. Acredito ser seu admirador n° 1. Ouçam Dusek.

na Vitrine.